li marés há muitas: cançãozinha de <i>pé descalço</i>.

5/23/2006

cançãozinha de pé descalço.

Gerhardt Thompson.

trago os pés doridos
longa a caminhada.
nada já me prende
à beira da estrada.

vou-me pela noite
de veredas mais nobres
vazias de luzes
e de lixos pobres

deitados dos carros
de quem passa lesto
deixando para trás
o que sabe a resto.

ponho os pés na água
macia do lago
a noite e o silêncio
são-me já afago.

e para trás deixei
ruídos, zumbidos
dos meus saturados
cansados, ouvidos!

5 Comentários:

Blogger Mendes Ferreira diz

a d o r o que tenha voltado.....



beijo!

2:29 PM  
Blogger holeart diz

good god!

a d o r o que tenha lá ido.....

se for de ceramica....

fala que eu tambem sei um pouco


beijo!

8:25 PM  
Blogger Um outro olhar diz

gostei
e gosto de te ler aqui

:)

10:14 PM  
Blogger della-porther diz

É noite, tenho o silencio, me faltava o lago de água macia...
Mas você o traz para o conforto de minha leitura. Lindo poema...

beijos

12:30 AM  
Blogger pintoribeiro diz

Bom reencontrar-te. Um bjinho.

1:20 AM  

Post a Comment

<< Home